quinta-feira, 26 de novembro de 2015

SIDNEY REZENDE DIZ NÃO À PROPOSTA DE ALY KAMEL - BYE BYE HIPOCRISIA !

SEGUNDO SITE/BLOG DO UOL - JORNALISTA RECEBEU PROPOSTA DE DIZER QUE PEDIRA DEMISSÃO E SERIA ELOGIADO


O jornalista Sidney Rezende mostrou mais uma vez ser um profissional correto.

TRECHO DA MATÉRIA - Notícias da TV - Daniel Castro

"Rezende disse a amigos que Kamel propôs a ele um e-mail de despedida dizendo que o jornalista estava saindo do Grupo Globo a pedido, para cuidar de negócios particulares, principalmente o site SRZD. Rezende não concordou. Sugeriu a Kamel que ele deveria dizer a verdade, que não haveria nenhum constrangimento para ele em tornar público que estava sendo demitido _e não pedindo demissão.

Diante do impasse, Kamel optou por não escrever nenhuma nota, o que intrigou profissionais da Globo".


quarta-feira, 4 de novembro de 2015

INTERNAUTAS RACISTAS PODEM PEGAR OITO ANOS DE PRISÃO - ATAQUES A TAÍS ARAÚJO

Indignação contra atos racistas na INTERNET, e prisão dos autores de comentários dessa natureza, precisa ser um constante. Não é possível só agir quando artistas da GLOBO são atacados.


Após depoimento de atriz, 30 pessoas terão sigilo quebrado por ofensas a Thaís Araújo

Atriz que foi alvo de comentários racistas prestou depoimento nesta quarta-feira

Após o depoimento da atriz Taís Araújo, nesta quarta-feira (4), na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, a Polícia Civil do Rio decidiu quebrar o sigilo de cerca de 30 perfis de usuários de redes sociais suspeito de terem direcionados comentários racistas em uma imagem publicada pela atriz.

De acordo com os investigadores, os perfis pertencem a pessoas que residem nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. O diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada, Renato Oliveira, determinou a investigação do caso após tomar conhecimento dos comentários.

"O crime é de injúria racial, feito por representação, e com aumento de pena por ser veiculado na internet. Ela veio para cá para autorizar o início das investigações", afirmou o delegado Alessandro Thiers, delegado da DRCI.

A pena para quem comete o crime de injúria racial pela internet pode chegar a quatro anos de detenção. Caso haja comprovação de uma formação de quadrilha, a pena dos envolvidos pode chegar a oito anos.