quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

VILA ISABEL É A GRANDE CAMPEÃ DO CARNAVAL 2013

MERECIDAMENTE - PARABÉNS - O SAMBA AINDA TEM VEZ



POR RAPHAEL AZEVEDO

Rio - A Vila Isabel é a grande campeã do Carnaval 2013. Após fazer um desfile arrebatador com um enredo sobre a agricultura e o homem do campo, a escola confirmou o favoritismo e faturou o título do Grupo Especial nesta quarta-feira depois da apuração na Praça da Apoteose. Foi o terceiro campeonato da agremiação (1988, 2006 e 2013), que foi fundada em 1946 e é uma das mais tradicionais do Rio.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

DIOGO NOGUEIRA CRITICA CARNAVAL COMERCIAL


Nossa opinião: CARNAVAL DE SAMBEIROS E SILICONADAS

A crítica que Diogo Nogueira faz a 'comercialização do Carnaval' é procedente. Entretanto, é preciso ir um pouco mais além ao apontar fatores que estão contribuindo para acabar com o Carnaval sob a ótica dos desfiles das Escolas de Samba. Não é de hoje que os sambistas estão em segundo plano, não é de hoje que o samba no pé e a empolgação, vem dando lugar a PIROTECNIAS e ARTE CIRCENSE além de INVENCIONICES e valorização de ARTISTAS e MULHERES SILICONADAS que pagam fortunas para ocupar o lugar de RAINHA de Bateria.

Cheias de turistas que nem conhecem o samba enredo, as Escolas viraram vendedoras de fantasias. Em toda a atividade que é preciso faturar a qualquer preço, acontece isso, o exaurimento da arte e da originalidade. Estamos assistindo a um CARNAVAL de SAMBEIROS, onde SAMBISTA é cada vez mais uma raridade.

No Carnaval das Escolas de Samba, o POVO NÃO TEM VEZ !

<<<<<<<<<<>>>>>>>>>>

Diogo Nogueira critica 'comercialização do Carnaval'

POR NARA BOECHAT

Rio - O sambista Diogo Nogueira, que desfilou na Sapucaí na madrugada desta segunda-feira pela Portela, escola de Madureira, na Zona Norte da cidade, criticou a comercialização do Carnaval. "Enquanto a gente vem com amor, pé no chão, as empresas estão acabando com essa paixão, a paixão de um país, de um povo", reclamou o cantor.

Diogo não concorda com os patrocínios que as escolas recebem. "Temos temas como manga larga marchador", disse ele, referindo-se à Beija-Flor, que recebeu R$ 6 milhões das associações dos criadores de cavalos. "Carnaval está ficando muito comercial", disse.

Íntegra da Matéria de O Dia AQUI

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

SAMBA NA GAMBOA COM DIOGO NOGUEIRA - BONDEFOLIA NO CARNAVAL 2013


Samba na Gamboa canta marchinhas tradicionais do Carnaval

Em clima de Carnaval, Diogo Nogueira canta marchinhas tradicionais. No repertório: Aurora, Saca-rolha, Allah-La-Ô. 




h

domingo, 3 de fevereiro de 2013

ZECA PAGODINHO SOLTA O VERBO NOS FALASTRÕES E FOFOQUEIRAS

Não há motivos para ver por parte de Zeca Pagodinho, qualquer  outra motivação para a ajuda que vem dando aos vizinhos, que não seja a solidariedade e amizade pela população de XERÉM, onde vive, mesmo depois da fama e independência financeira. XERÉM foi arrasada por uma tromba D'ÁGUA, e todos nós sabemos que em situações assim, NÃO DÁ PARA CONTAR SÓ COM AÇÕES DO GOVERNO.


Sambista suspende a cerveja, cancela aniversário um mês após a enchente de Xerém e dispara contra os que o criticaram por ter ajudado as vítimas “só para aparecer”



ALEGRIA SEM RESSACA NO BONDEFOLIA - DESFILE É HOJE


Alegria sem Ressaca: uma banda diferente que desfila no Rio uma semana antes do carnaval

Alana Gandra
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Com a aproximação do carnaval, os blocos de rua aquecem os foliões que chegam cada vez em maior número à cidade para participar da festa, considerada a maior do mundo. Uma banda, contudo, tem uma proposta diferente: é a Alegria sem Ressaca, que sai uma semana antes da data oficial, pela orla de Copacabana.

O desfile da Alegria sem Ressaca, que neste ano comemora dez anos de prevenção ao uso de drogas no carnaval, com apoio de várias entidades e instituições, está marcado para amanhã (3), na Avenida Atlântica, com concentração a partir das 9h30, na esquina da Rua República do Peru, onde serão distribuídas camisetas para o público que quiser aderir ao movimento.

A banda foi idealizada pelo pelo psiquiatra Jorge Jaber, especialista em dependência química, atual presidente da Associação Brasileira de Alcoolismo e Drogas (Abrad). Em entrevista à Agência Brasil, ele disse que o objetivo da iniciativa é alertar a população para os riscos de usar álcool e drogas, principalmente durante o período do carnaval. “É uma banda de carnaval preventiva ao uso de drogas”.

A banda tem cerca de 680 componentes, aos quais se juntam pessoas simpáticas à causa em cada desfile. “Há uma adesão espontânea”, destacou Jaber. Participam do desfile muitos estudantes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), ex-dependentes químicos e parentes “que de alguma forma conseguiram se beneficiar da recuperação” desses doentes.

A Abrad desenvolve vários cursos de formação de mão de obra especializada para o tratamento de dependentes químicos, que são ministrados na Câmara Comunitária da Barra da Tijuca (CCBT), onde pessoas com problemas de uso de drogas recebem tratamento gratuito. No ano passado, a associação formou 170 alunos. Para 2013, já há 90 inscrições prévias, revelou o médico. “O trabalho final dos alunos é montar a banda, é levar para a rua uma mensagem contra o uso de drogas”.

Neste ano, além de comemorar uma década de atividade, a banda inova também ao eleger um “padrinho”, que é o cantor e ator Eduardo Dusek, e não uma madrinha, como ocorreu até o ano passado. Em 2012, quem esteve à frente da Alegria sem Ressaca foi a atriz Luiza Tomé, que tinha uma motivação pessoal para participar do movimento, já que um irmão dela morreu de overdose, relatou Jaber. Em anos anteriores, a banda teve como madrinhas as atrizes Solange Couto e Tássia Camargo.

Edição: Tereza Barbosa

Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil. Para reproduzir as matérias é necessário apenas dar crédito à Agência Brasil