domingo, 22 de julho de 2012

NO JB - Crise terminal de nosso modo de viver ? - LEONARDO BOFF


Das muitas crises pelas quais a humanidade passou, essa, seguramente possui uma singularidade. 

Ela pode significar o fim de nossa existência sobre este planeta ou um salto para um novo patamar de civilização, ecoamigável, justa, compassiva e fraterna. A grande maioria da Humanidade e os tomadores de decisões dos povos não se conscientizaram ainda desta nova situação. A Rio+20 o mostrou escandalosamente. Não se tomaram decisões. Foram proteladas para 2015. Não obstante esta atitude insana, alguns fatos estão produzindo um novo estado de consciência na Humanidade. Podem ocasionar mudanças radicais. Eis alguns deles.

O primeiro é a consciência de que podemos nos autodestruir. O fim do mundo humano não precisa ser mais obra divina, mas decisão dos seres humanos. Hoje os países militaristas dispõem de uma máquina de morte com armas nucleares, químicas e biológicas, capazes de destruir, por 25 formas diferentes, toda a espécie humana. Podemos ser não só homicidas e biocidas mas também ecocidas e geocidas.


LEIA + AQUI - ÍNTEGRA DA MATÉRIA
http://www.jb.com.br/leonardo-boff/noticias/2012/07/22/crise-terminal-de-nosso-modo-de-viver/

Nenhum comentário:

Postar um comentário