terça-feira, 31 de agosto de 2010

SÓ NA WEB – JORNAL DO BRASIL NÃO CIRCULA MAIS NO FORMATO IMPRESSO – PAREM AS MÁQUINAS.


O Jornal do Brasil, um dos mais tradicionais e antigos ( 119 ANOS) jornais impressos do Brasil, não circula mais dessa forma. A partir de amanhã o JB passa a ser só Digital. Após um longo período em grande dificuldade financeira, e passando por algumas trocas de controle, os atuais proprietários resolveram encerrar com as edições em papel.

O que acontece com o JB é uma ponta da realidade dos jornais impressos em todo o mundo, onde, os custos aumentaram e as vendas caíram tanto no número de exemplares adquiridos em bancas, quanto em assinaturas ou investimento de anunciantes nessa modalidade de comunicação. Os mais renomados jornais, inclusive na Europa estão atravessando um período difícil, e o Le Monde acaba de trocar de donos.

Culpam a internet, será?

Aqui um pouco do que o JB informa sobre o encerramento da versão impressa e o futuro da edição Digital.

Qualidade. Interatividade. Respeito à Ecologia. Alinhamento com o futuro. Inovação.

Há cerca de um mês, o Jornal do Brasil, www.jb.com.br/, comunicou a seus leitores a decisão de tornar-se o primeiro jornal 100% digital do País. A decisão é fruto de análise responsável dos rumos da imprensa escrita em todo o mundo. À semelhança de tantos veículos de comunicação de elevado prestígio no mundo todo, o Jornal do Brasil quer atualizar seus modos de interação com o público leitor, privilegiar práticas ecologicamente sustentáveis e aperfeiçoar-se em tecnologias de última geração.

Nessas últimas semanas, alguns leitores do JB e, sobretudo muitos não-leitores,  manifestaram-se legítima e democraticamente favoráveis à manutenção da versão em papel do jornal. Em suas argumentações, fizeram-se referências à história do JB, seus grandes personagens; à gloriosa trajetória como espaço de liberdades. O fato é que esses ativos não são perdidos, mas expandidos, de novo, no meio eletrônico O JB continuará existindo, ágil, moderno e influente. O JB segue seu caminho de pioneirismo. Foi, já em 1995, o primeiro jornal brasileiro na Internet.

OS CUSTOS AMBIENTAIS
Ora, os custos econômicos e ambientais do papel são insustentáveis. A cada dia em que um jornal como o JB não é impresso em papel, 72 árvores deixam de ser cortadas. Ao longo de um ano são mais de 30 mil árvores poupadas. Uma única edição de domingo corresponde a cerca de 200 árvores que levam anos para crescer e ocupam 40 mil m² de florestas. Isto equivale a quatro campos e meio de futebol. Em um ano, com a versão digital, são preservadas áreas florestais correspondentes a mais de 1.200 Maracanãs. Para se fazer uma edição do JB em papel consomem-se aproximadamente 10 mil litros d´água e 40 Mw/hora de energia por dia.

O FUTURO?

Será que ainda vale apostar no papel, quando mesmo na Europa ou nos EUA, com elevado grau de alfabetização e hábitos de leitura, o tempo médio – e decrescente – do leitor com o exemplar nas mãos já é inferior a 20 minutos por dia? Não está distante o momento em que um país com jornais de grande circulação em papel será sinônimo de subdesenvolvimento, desrespeito ao meio ambiente e anacronismo digital.

OS EMPREGOS

A redação não é mais apenas uma sala delimitada fisicamente. É uma rede em que cérebros e talentos estão conectados em tempo real - às vezes a milhares de quilômetros de distância. Nessa dinâmica, houve o desligamento de alguns profissionais do JB. Outros chegam, estão contratados. Trabalham a pleno vapor

A TECNOLOGIA.

Nessa era de leitores digitais e Internet, acrescida pela problemática ecológica, a ampla consulta que realizamos com nossos leitores sobre o futuro confirmou que a maioria quer modernidade. Estar à frente do seu tempo. O JB estará compatível com todos os leitores digitais (iPad, Kindle, Alfa, Nook, Mix, Libre). Sua diagramação moderna e amigável, em papel eletrônico, será automaticamente adaptada à tela de qualquer computador.

O Tempo Real terá conteúdo expandido em foto, vídeo e som. Inicialmente, o JB será, como hoje, um produto diário desenhado para plataformas de software amistosas ao leitor (reader-friendly) em computadores e aparelhos móveis de qualquer tipo (laptops, desktops, iPhones, blackberries ou os modernos leitores digitais, como iPad, Kindle, Mix etc.).

A ASSINATURA

Este produto estará disponível mediante assinatura mensal de R$ 9,90, o equivalente a 20% do preço da antiga assinatura em papel.

O CONTEÚDO

Ícones da imprensa brasileira que honram e distinguem o JB estão conosco nessa nova e alvissareira etapa. Além do conteúdo de qualidade do New York Times, Le Monde Diplomatique e outros clássicos do jornalismo mundial. Não haverá, nesse contexto, qualquer alteração na linha editorial de independência e de qualidade que há 119 anos distingue o Jornal do Brasil.

O BLOGOSFERA

Haverá muitos blogs interativos com os principais colunistas e articulistas do JB. O Blogosfera também trará o inovador JBWiki, jornal produzido e alimentado 100% pelos leitores.

A EXPECTATIVA

A partir de 1º de setembro, seguramente haverá falhas diante de uma transformação moderna e pioneira deste porte. Elas serão corrigidas e o ambiente constantemente aperfeiçoado. . O grande número de assinaturas que o JB Digital vem recebendo nas últimas semanas, contudo, tem excedido as mais otimistas espectativas. Em breve, o JB também relançará, com novas ferramentas tecnológicas, suas tradicionais marcas 'Programa', 'Ideias', 'Domingo' e 'JB Ecológico'. O Jornal do Brasil também continuará cada vez mais a promover sua área de conferências e eventos. Debater o Rio de Janeiro e o Brasil em várias partes do Brasil e do mundo tem sido um traço marcante do JB.

O BONDeblog torce para que o JB obtenha sucesso em sua nova forma puramente Digital.

O conteúdo completo está no site do JB
<>

3 comentários:

  1. Bond, o que me preocupa é o desemprego que o encerramento da versão impressa vai gerar.
    Obrigada pela sua simpatia no meu blog.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Bond
    É a Era Virtual a todo vapor...
    Que seja bom para TODOS... e acessível ao menos favorecido da sociedade!!!
    Abraços fraternais

    ResponderExcluir
  3. You might be eligible to get a free Apple iPhone 7.

    ResponderExcluir